O único ponto realmente positivo do novo Datafolha para Bolsonaro

Seis pontos percentuais. Esse foi o crescimento do presidente Jair Bolsonaro entre as mulheres na nova rodada do Datafolha, divulgada nesta quinta, 28.

O desempenho na pesquisa mostra que a estratégia da equipe do mandatário para conquistar o eleitorado feminino – ou reverter o estrago causado pelo “chefe” – pode estar começando a surtir efeito.

Embora o quadro geral de intenção de votos tenha ficado estável – com Lulamantendo boa distância de seu principal rival, um  verdadeiro jato de água fria no atual presidente -, o crescimento de Bolsonaro entre as mulheres merece atenção.

O mandatário saiu de 21% em junho para 27% em julho no eleitorado feminino, uma subida acima da margem de erro.

O aumento da participação de Michelle Bolsonaro na agenda do marido e o discurso do presidente na promulgação da PEC Kamikaze – predominantemente voltado para as mulheres – são algumas das armas eleitorais usadas recentemente.

No Congresso, com um discurso ensaiado e diferente do que faz normalmente, disse que os maiores beneficiados pelo aumento do Auxílio Brasil são as mulheres pobres.

Ao ver os números de hoje, Bolsonaro deve intensificar os discursos para as mulheres. A distância para Lula ainda é grande nesse público (46% a 27%) – o que tem feito diferença no resultado geral do levantamento -, mas o presidente certamente verá o crescimento como um impulso para continuar a tática de recuperação bolada por sua equipe.

Segundo informado à coluna, Bolsonaro foi elogiado e criticado por assessores em sua ultima declaração sobre Michelle Bolsonaro, dada nesta quarta-feira, 27, no “cercadinho” do Palácio da Alvorada.

Embora mais uma vez tenha mostrado toda sua alma machista, dizendo que primeira-dama aprendeu libras porque falava alto em casa, o presidente elogiou a fala dela na convenção que oficializou a sua candidatura.

Michelle fez um raro discurso – ela tem evitado discursar em eventos -, falando diretamente ao segmento feminino e também aos evangélicos.

A campanha aposta, agora, em aumentar a participação da primeira-dama e evitar comentários infelizes do presidente – o que será difícil – para tentar reduzir a rejeição de Bolsonaro entre as mulheres brasileiras.

Fonte: Mateus leitão

11 thoughts on “O único ponto realmente positivo do novo Datafolha para Bolsonaro

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.