Veja a diferença entre alimentação saudável da alimentação que ajuda a emagrecer

Muitas pessoas confundem “alimentação saudável” com “alimentação que nos ajuda a emagrecer”.

Claro que há muitos pontos em comum, mas não necessariamente aumentar o consumo de alimentos ditos saudáveis nos ajudarão a emagrecer.

●As tais “gorduras boas” tem cadeias de ácidos graxos que protegem contra a aterosclerose e por isso são classificadas como saudáveis.

Mas consumo em excesso de alimentos ricos em gordura podem atrapalhar uma dieta: afinal 1g de gordura tem 9kcal (mais do que o dobro das proteínas e carboidratos, por exemplo).

Claro que não podemos reduzir tudo a calorias, afinal o poder de saciedade também é importante, mas ao mesmo tempo, uma ideia de saudável da sensação de “passe livre”, que pode ser contraproducente.

●O abacate é um exemplo típico, pois é fonte de gorduras benéficas, mas uma das frutas mais calóricas e vejo muita gente apenas adicionando-o à dieta, esquecendo do valor calórico.

●Outro exemplo são castanhas, que ainda podem favorecer o consumo excessivo se comidas com a mão, em um pote (nem todos conseguem comer apenas um palmo); ou o azeite, que pode ser usado em excesso em algumas preparações e ser “esquecido” (ex: “ontem, comi uma enorme salada, quase zero calorias”).

●Veja que não estamos crucificando esses alimentos, pelo contrário, concordamos sim que contém nutrientes importantes e seu consumo deve ser incentivado.

●É apenas um alerta pois, ao julgarmos que algumas alimentos são bons, deixamos de nos preocupar com seu valor calórico. Isso não apenas favorece um consumo elevado, como deixa muitos confusos do porque não estou emagrecendo!

Texto feito por Dr. Druno Halpern endrocologista.

897 thoughts on “Veja a diferença entre alimentação saudável da alimentação que ajuda a emagrecer