Sérgio Moro usou o Magistrado e Ministério para se promover Presidente?

Quando era o juiz da Lava Jato, Sérgio Moro tornou-se conhecido, cresceu muito no magistrado e a ambição para presidência da república cresceu junto.

Com o trabalho impecável na investigação, o então juiz foi ganhando nome e prestígio em frente ao povo brasileiro, tava se tornando herói com um trabalho “justo e oportunista” na investigação do ex- presidente Lula e outros envolvidos.

Nessa trajetória foi efetuando prisões, delações premiada, juntando provas até chegar ao objetivo final, que era o ex-presidente.

Momento que tinha total confiança do povo brasileiro

Assim, foi aumentando a cogitação para a presidência da república e ganhando crédito do povo brasileiro, mas a ambição também foi crescendo junto.

Após decretar a prisão de Lula no dia 24 de janeiro de 2018 em um julgamento que
durou mais de (8) oito horas e ganhou repercussão internacional, o ex-presidente LUIZ INÁCIO LULA DA SILVA, que foi condenado em segunda instância, claro que na ocasião Moro já tinha ganhado a confiança dos brasileiros e se tornado herói, com certeza um grande nome para concorrer ao cargo de presidente da república.

Com tamanha credibilidade e status de homem honesto, agora é hora de partir para o próximo passo, ganhar a confiança do presidente eleito JAIR BOLSONARO, conseguiu um cargo de confiança no governo para ir adiante com o plano rumo à presidência.

Ademais, para se concretizar o plano, bastou um convite do presidente da república, logo após as eleições, para Moro deixar de ser o juiz da Lava Jato, cargo que lhe fez herói, para assumir o cargo de Ministro da Justiça, a nomeação foi feita em novembro de 2018.

Quando assumiu o Ministério da Justiça chegou com moral e projetos para fazer um trabalho contra corrupção, limpar a bandidagem do país implantando o pacote Anticrime.

Mas com tudo isso, não demorou muito para começar a entrar em contradição com o planejamento feito com o presidente JAIR BOLSONARO.

Foi um período curto que foi do dia 1 de janeiro de 2020 à 24 de abril de 2020.

Nesse pouco tempo no Ministério da
Justiça Moro serviu-se do oportunismo novamente levando a população contra o Presidente com os seus discursos, e claro, fortalecendo ainda mais o seu nome para
concorrer, talvez, às eleições de 2022, vale lembrar que o próprio Moro diz não pensar em ser presidente até o momento.

Diante de todo esse cenário houve uma desconfia por parte da população. Há uma contradição entre a prisão do ex-presidente Lula e como deixou o cargo de Ministro, Moro realmente fez o certo em prender o ex-presidente ou deixar o ministério.

O ex-presidente e toda esquerda defende que Lula foi preso sem provas concretas, a direita defender que Moro tentou complicar a administração do Presidente Bolsonaro, então, onde Moro está certo e onde está errado, ou realmente está sendo oportunista e se promovendo candidato a próxima eleição? Essa é a pergunta a qual a resposta nós só saberemos no futuro.

Por Erasto Correia, editado por Edivaldo Júnior

Erasto Correia

Brasileiro baiano

719 thoughts on “Sérgio Moro usou o Magistrado e Ministério para se promover Presidente?