OMS confirma caso de influenza A H1N2, com potencial pandêmico, em Ibiporã

A Organização Mundial de Saúde (OMS) confirmou um caso de influenza A H1N2, em Ibiporã (região metropolitana de Londrina). A vítima da gripe suína é uma mulher de 22 anos, que trabalha em um abatedouro de porcos e foi infectada no dia 12 de abril. Após apresentar sintomas respiratórios a paciente foi tratada com oseltamivir, não precisou ser hospitalizada e já está curada. 

Segundo a Sesa (Secretaria de Estado de Saúde), a jovem é residente de Nova Santa Bárbara e trabalha em frigorífico de suínos em Ibiporã. Este é o segundo caso no Paraná, sendo que o primeiro ocorreu em 2015 em Castro. A identificação desses casos ocorreu do programa de vigilância da influenza do Paraná e do LACEN (Laborio Central do Paraná). Após análise do resultado do exame pelo Instituto Oswaldo Cruz (FIOCRUZ), laboratório referência do Rio de Janeiro, autoridades locais iniciaram investigação no matadouro e também em cidades onde moravam trabalhadores que tiveram contato com a mulher. Um segundo indivíduo, que também esteve no local da provável contaminação, desenvolveu sintomas respiratórios no mesmo período do caso confirmados, porém não foi realizado coleta de amostra.

Os vírus da gripe dos porcos normalmente não infectam seres humanos, no entanto, ocorreram infecções humanas esporádicas. Quando isso acontece, esses vírus são chamados de “vírus variantes”. As pessoas que foram infectadas com vírus variantes apresentaram sintomas semelhantes aos da gripe sazonal humana comum. Estes incluem febre, letargia, falta de apetite e tosse. 

248 thoughts on “OMS confirma caso de influenza A H1N2, com potencial pandêmico, em Ibiporã

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *