Rádio Globo. Vexame até no último adeus

Rádio Globo encerra suas transmissões em São Paulo amanhã. Depois de 68 anos. Inconstância espantou audiência e patrocinadores Um fracasso marcante.null . Com direito a vexame até no último instante.

Depois de 68 anos, a rádio Globo de São Paulo encerrará suas transmissões

O FM 94.1 sairá do ar, à meia-noite.

A frequência 1.100 AM já foi desativada no dia 3 de fevereiro.

Como o blog já havia detalhado, o motivo do fim do prefixo Globo em São Paulo, capital mais rica da América Latina, está na falha de posicionamento.

Nos inúmeros projetos mirabolantes.

A alternância entre uma rádio popular ou mais elitizada acabou espantando audiência e patrocinadores.

De nada adiantou a tentativa desesperada de trazer estrelas da tevê. 

A emissora não soube lidar com a concorrência da Internet.

A rádio passou a ser deficitária há tempos.

Ultimamente, se tornou uma insuportável caixinha de músicas, tocando a maior parte do tempo pagode e funk.

No futebol, nomes importantes passaram pela rádio, desde a década de 70, como Osmar Santos, Fausto Silva, Carlos Aymard, Juarez Soares,  Luiz Roberto, Gustavo Villani, Oscar Ulisses, Castilho de Andrade, Oswaldo Paschoal,  Carlos Lima, Henrique Guilherme e tantos outros.

Foram 68 anos de relevância.

O grupo Globo apenas divulgou um comunicado oficial. No obituário, não assume seus erros e trata com insignificância o final da rádio em São Paulo.

Vergonhoso.

“No próximo dia 31 de maio, a Rádio Globo encerra a sua operação em São Paulo no FM 94.1 e fecha o ciclo de desmobilização da rede de transmissão para todo o Brasil.

Com foco no Rio de Janeiro desde julho do ano passado, com a programação voltada ao público jovem popular, a Rádio Globo teve um crescimento expressivo de audiência não só na capital, como na Baixada Fluminense e Região Metropolitana.

Para seguir avançando, a Rádio Globo entende que é fundamental fortalecer a sua grade local e apoiar a vibração da cultura carioca para a evolução do atual modelo de negócios.

A partir de 1° de junho, a Rádio Globo passa a reproduzir totalmente o compartilhamento dos jovens do Rio na frequência 98.1 FM, e fortalece a identificação já criada com o público carioca. Entre uma música e outra, o jornalismo cumpre a missão de apresentar informações relevantes ao vivo diariamente, e o esporte continua levando emoção aos apaixonados com a equipe do Futebol Globo CBN, mesmo com todas as competições adiadas.”

Mas o que é ruim pode sempre piorar

Rádio Globo. Vexame até no último adeus

Rádio Globo encerra suas transmissões em São Paulo amanhã. Depois de 68 anos. Inconstância espantou audiência e patrocinadores

  • Do R7 
  • 30/05/2020 – 13h26 (Atualizado em 30/05/2020 – 13h39) 

https://audio.audima.co/iframe-later-thin-audima.html?skin=thin&statistic=true&clientAlias=null

Osmar Santos no auge da rádio Globo. Falta de rumo acabou  com a rádio

Osmar Santos no auge da rádio Globo. Falta de rumo acabou com a rádio

Reprodução Twitter

São Paulo, Brasil

Um fracasso marcante.nullPUBLICIDADEnull

Com direito a vexame até no último instante.null

Depois de 68 anos, a rádio Globo de São Paulo encerrará suas transmissões.

O FM 94.1 sairá do ar, à meia-noite.

A frequência 1.100 AM já foi desativada no dia 3 de fevereiro.

Como o blog já havia detalhado, o motivo do fim do prefixo Globo em São Paulo, capital mais rica da América Latina, está na falha de posicionamento.

Nos inúmeros projetos mirabolantes.

A alternância entre uma rádio popular ou mais elitizada acabou espantando audiência e patrocinadores.

De nada adiantou a tentativa desesperada de trazer estrelas da tevê. 

A emissora não soube lidar com a concorrência da Internet.

A rádio passou a ser deficitária há tempos.

Ultimamente, se tornou uma insuportável caixinha de músicas, tocando a maior parte do tempo pagode e funk.

No futebol, nomes importantes passaram pela rádio, desde a década de 70, como Osmar Santos, Fausto Silva, Carlos Aymard, Juarez Soares,  Luiz Roberto, Gustavo Villani, Oscar Ulisses, Castilho de Andrade, Oswaldo Paschoal,  Carlos Lima, Henrique Guilherme e tantos outros.

Foram 68 anos de relevância.

O grupo Globo apenas divulgou um comunicado oficial. No obituário, não assume seus erros e trata com insignificância o final da rádio em São Paulo.

Vergonhoso.

“No próximo dia 31 de maio, a Rádio Globo encerra a sua operação em São Paulo no FM 94.1 e fecha o ciclo de desmobilização da rede de transmissão para todo o Brasil.

Com foco no Rio de Janeiro desde julho do ano passado, com a programação voltada ao público jovem popular, a Rádio Globo teve um crescimento expressivo de audiência não só na capital, como na Baixada Fluminense e Região Metropolitana.

Para seguir avançando, a Rádio Globo entende que é fundamental fortalecer a sua grade local e apoiar a vibração da cultura carioca para a evolução do atual modelo de negócios.

A partir de 1° de junho, a Rádio Globo passa a reproduzir totalmente o compartilhamento dos jovens do Rio na frequência 98.1 FM, e fortalece a identificação já criada com o público carioca. Entre uma música e outra, o jornalismo cumpre a missão de apresentar informações relevantes ao vivo diariamente, e o esporte continua levando emoção aos apaixonados com a equipe do Futebol Globo CBN, mesmo com todas as competições adiadas.”

Mas o que é ruim pode sempre piorar.

Divulgação

O jornalista Anderson Cheni, que também foi repórter da emissora, decidiu organizar uma live amanhã, a partir do meio-dia. Serão mais de 60 comunicadores que já trabalharam por lá.

“Amigos da Rádio Globo” reunirá profissionais de todas as áreas: Luiz Roberto, Gustavo Villani, Heródoto Barbeiro, José Eduardo Savoia, Eli Correa, Zancopé Simões. 

Em vez de acontecer na rádio, como seria o óbvio, acontecerá no facebook e no youtube.

Os profissionais que trabalharam neste último período e que mantêm vínculo com a rádio, como a equipe de esportes, não irá participar da live.

Por uma questão até de sobrevivência.

Como ainda está previsto, mas não garantido, o aproveitamento da maioria dos narradores e repórtes na CBN, seria desmoralizante para o grupo, eles irem se despedir da rádio Globo.

Eles não irão.

Triste, cruel.

Mas será desta maneira que a rádio Globo sumirá do dial paulista.

De maneira vexatória.

Depois de 68 anos…

O constrangedor adeus…

Por Cosme Rimole

1.079 thoughts on “Rádio Globo. Vexame até no último adeus